29/11/10


Já não sei se o brilho dos teus olhos são os mesmos, se o teu perfume é ainda o meu preferido, se a camisa que estas a usar hoje é a cor favorita. Não sei se teus os pensamentos são os meus, se sonhas comigo a cada vez que aconchegas a tua cabeça à almofada, não sei se tua mão esta gelada, se ainda pensas em me abraçar, se ainda pensas em me reencontrar. Não sei se tua saudade é de mim, se as tuas lágrimas e a tua dor me pertencem.
Não, eu não sei se ainda te causo duvidas, paixão ou desejos, não sei se realmente te importas, se queres mesmo fechar a porta, se realmente não queres voltar, não sei se ainda preferes o inverno, se ainda gosta da mesma musica, se ainda tens as nossas fotos guardadas, não sei se seguis-te em frente para valer, ou se é apenas uma mascara, não sei se ainda me amas, se me odeias, se queres a minha amizade ou apenas distância.

Eu só sei, que dói, dói de mais essa tua frieza, essa tua insegurança, essa tua ausência, essa saudade, esse amor inacabado, essas tuas lembranças, esse fim sem ponto final. Dói muito, as noites solitárias, este meu coração em pedaços, estas minhas ilusões, estas minhas lágrimas, deste meu amor sem respostas. Dói demais, essa tua distância, esse teu silencio. Dói viver os meus dias sem o sentido da vida, que és tu.

Eu quero-te esquecer, mas eu não sou meu coração.

5 comentários:

Renato disse...

gostei do texto...não é muito animador mas está fixe ;|
(a ultima frase...) *.*

Renato disse...

verdades são para ser ditas ;D

Hayley disse...

Uau! Que texto! *.*
Adoro a modificação no teu blog! beijinho e fica bem! :*

Hayley disse...

De nada querida! Está realmente muito bonito! :)

- joanarocha disse...

GOSTEI