28/06/11


Não me lembro de como é o teu sorriso, não me lembro da forma das tuas mãos, muito menos me lembro se és maior que eu ou não.
É verdade, não me lembro disso nem de muitas coisas mais, pai.
E estás contente por isso? Ficas feliz por a tua filha dizer que já não se lembra de metade do que é de ti? Pois bem, eu não me orgulho de o dizer, mas tu assim o pedis-te, e vê lá onde chegamos.
E como eu não me lembro disto tudo, tu não te lembras-te do meu aniversário. Já esperava tal coisa, mas magoou muito!
Contei as horas, os minutos, sempre com a esperança de receber uma chamada tua, nem que fosse ao último minuto do dia 23, eu atendia, eu ficava feliz na mesma. Mas não, até agora ainda não me ligas-te.
E agora, pergunto-me se dormes bem, depois de tudo que fazes no teu dia-a-dia!
"Lembras-te de quando eras um herói para mim?", espero que tenhas noção que isso mudou!
Tenho saudades tuas, admito, mas sei que ambos não partilhamos o mesmo sentimento!

4 comentários:

Mariana Rodrigues *-* disse...

Força princesa <3

Martinha disse...

Apesar de ser triste, adorei o texto. Muito profundo e bonito**

Martinha disse...

De nada fofinha :D

Sara disse...

Gostei muito do texto.
Força *